Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
VIVÊNCIAS DO PROCESSO DE CUIDAR EM ENFERMAGEM ESTIMULANDO A INICIAÇÃO À DOCÊNCIA
Kaab Almeida Santos, Larissa Milena Carvalho Gomes, Tatiana de Oliveira Benevides

Última alteração: 2019-11-10

Resumo


Os módulos de Práticas do Cuidar I e II abordam conhecimentos básicos necessários para instrumentalizar o/a discente na aproximação com a prática da enfermagem. Enfocam em seu conteúdo programático teórico-prático temas que constituem a base da formação profissional, integrando conhecimento do princípio e método científico das bases morfofisiológicas com a semiologia e semiotécnica, facilitando a compreensão das intervenções indicadas para atendimento das necessidades básicas afetadas do paciente detectados durante o histórico de enfermagem, relacionando-os a aplicabilidade da Sistematização da Assistência de Enfermagem-SAE. Considerando a importância do estudo em Práticas do Cuidar na construção do conhecimento científico e as dificuldades que surgem durante processo de aprendizagem, viu-se a necessidade da criação de um projeto de monitoria, a fim de fornecer subsídios para a criação de um ambiente complementar para o estudante esclarecer suas dúvidas e revisar os principais assuntos referentes a semiologia e semiotécnica. Trata-se de um relato de experiência de graduandos em enfermagem que foram monitores das disciplinas “Práticas do cuidar I e II”, durante os períodos 2018.1 e 2018.2. As atividades na monitorias se deram através de encontros semanais, tendo como principais objetivos o esclarecimento de dúvidas acerca dos assuntos abordados em sala de aula pelos docentes, como também proporcionar um maior contato dos graduandos com os simuladores e artigos hospitalares disponíveis nos laboratórios de semiologia, para, assim, torna-los mais familiarizados com a parte prática da graduação. A média de alunos que compareceram por encontro semanal foi de 15 alunos no período 2018.1 e 12 no período 2018.2, considerando o total de 40 alunos matriculados por turma. Em ambos períodos, observou-se um aumento da procura nos momentos que antecederam a realização de provas chegando a um quantitativo de 30 discentes para a monitoria de revisão para a prova. Todos os alunos da disciplina foram aprovados. Portanto, é notória a relevância da monitoria na vida acadêmica dos discentes. Tanto para os alunos, que puderam aperfeiçoar técnicas e elucidar dúvidas, quanto para os monitores, que através da condução das monitorias puderam incorporar valores e experiências na docência, trazendo, assim, a oportunidade de experimentar mais uma área de atuação da Enfermagem. Diante disso, deve haver o incentivo a novas oportunidades de monitorias, visto a importância que esta prática traz.


Palavras-chave


tutoria; educação em enfermagem; intercâmbio de conhecimento