Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
CAPACITAÇÃO EM CUIDADO COM FERIDAS : DIALOGANDO COM OS SABERES
Bianca Shauane Gonçalves Silva, Danielly Elizeu Alves, Geovanna Májory Santos Almeida, Iris Caliane Coelho de Souza, Laisa dos Santos Silva, Laisla Pereira de Sousa, Luiza Taciana Rodrigues de Moura, Mariane Valesca de Menezes Lacerda

Última alteração: 2019-11-21

Resumo


A Organização Mundial de Saúde (OMS, 2017) reconhece que as feridas e tudo que as envolve são a “nova epidemia escondida” que atinge milhões de pessoas no planeta. No Brasil, embora não haja dados estatísticos que comprovem o impacto que elas trazem à população, trata-se de um problema que acomete a sociedade de um modo geral, além de sobrecarregar os gastos públicos e interfere na qualidade de vida das pessoas. Percebe-se então que, o profissional de enfermagem, sujeito ativo no tratamento em feridas, tem o dever do aprimoramento do saber técnico-científico para melhor acompanhamento das pessoas acometidas por lesões, dominando a técnica correta e a escolha adequada de coberturas. Diante da importância desse tema e a grande demanda que esses profissionais possuem nos serviços públicos de saúde, que por vezes os impossibilita de atualizar-se continuamente, surgiu a ideia de realizar uma capacitação com os profissionais de enfermagem contemplando os novos saberes e práticas a respeito do assunto.  Este resumo tem como objetivo relatar a experiência da Liga acadêmica interdisciplinar de cuidado com feridas (LAIF) em uma capacitação com os enfermeiros e técnicos de enfermagem da rede básica de saúde do município de Petrolina acerca do cuidado com feridas. A capacitação ocorreu no núcleo temático da UNIVASF, com duração de 4 horas, tendo como público enfermeiros e técnicos de enfermagem das unidades de saúde da atenção básica do município de Petrolina-PE. O curso foi ministrado pela coordenadora da LAIF, especialista em feridas, no formato de exposição dialogada, abordando os temas da fisiologia da cicatrização, classificação das feridas, fatores necessários para o curativo ideal, tipos de feridas, tipos de coberturas, orientações aos profissionais e orientações aos pacientes. Foram distribuídas ficha de reconhecimento para análise das dificuldades enfrentadas nas UBS’s de cada bairro do município. Participaram do curso 23   técnicos de enfermagem oriundos de 18 unidades de saúde, além da coordenadora e de 8 integrantes da LAIF. Os questionários entregues no início da capacitação permitiram identificar as lacunas de conhecimento e as dificuldades enfrentadas no cotidiano dos profissionais no que concerne o cuidado com feridas, o que direcionou a abordagem dos temas no decorrer do curso, uma  troca de conhecimentos práticos para os indivíduos, construídos a partir da interação entre os profissionais e os integrantes da liga acadêmica. De tal modo que o conjunto de atividades realizadas durante essa capacitação formaram potencializadoras ferramentas para capacidade reflexiva e social para todos os atores envolvidos neste processo, gerando o interesse e concretizando a necessidade de educação permanente sobre feridas e curativos por meio de cursos, grupos de pesquisa e atualizações. A capacitação possibilitou além da troca de conhecimento técnico-científico, a observação das dificuldades enfrentadas pelos profissionais na assistência desenvolvida na atenção básica, fomentando a expectativa de que futuramente o projeto da LAIF atue em locus nas UBS’s , objetivando uma maior aproximação com o contexto do trabalho em saúde e a melhoria do atendimento a partir da socialização do conhecimento, contribuindo para a qualidade de vida da população que necessita desses serviços.

 


Palavras-chave


Capacitação profissional; Feridas; Atenção Primaria á saúde