Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
PRÁTICA INTERDISCIPLINAR SOBRE O BIOMA CAATINGA TRABALHADA NUMA TURMA DE 8º ANO DO COLÉGIO MUNICIPAL DR. RÔMULO GALVÃO- CAMPO FORMOSO-BAHIA.
Ana Carla Nascimento Reis, Rayane Ferreira da Silva, Gabriel Luiz da Silva, Jasson de Oliveira Ferreira, Gisele Soares Lemos Shaw

Última alteração: 2019-11-17

Resumo


A Caatinga é um bioma brasileiro com clima semiárido, temperaturas elevadas e baixa umidade do ar. Os solos são pedregosos e impermeáveis, com vegetação composta por árvores baixas e arbustivas, apresentando aspectos seco e espinhoso. Haja visto a importância de relacionar o cotidiano dos alunos com os conteúdos abordados em sala de aula, foi desenvolvida uma sequência didática interdisciplinar, tendo como conteúdo o bioma Caatinga. Neste trabalho, investigou-se as contribuições da sequência na aprendizagem do conteúdo por parte de estudantes do ensino fundamental de uma escola pública do distrito de Poços, localizado no município de Campo Formoso, Bahia. Buscou-se trabalhar com a interdisciplinaridade no ensino, por ser uma proposta estudada e trabalhada no Programa Residência Pedagógica. O processo de ensino-aprendizagem de ciências numa proposta interdisciplinar possibilita a articulação de diversas disciplinas para desenvolver conteúdos, por meio de sequências didáticas e projetos, podendo agregar conhecimentos a alunos das escolas e aos residentes envolvidos. Destarte, é importante apresentar para estudantes a realidade de seu cotidiano, trabalhando as características do bioma de forma interdisciplinar, buscando sucesso na aplicação da sequência e ensino do conteúdo. O objetivo da sequência didática foi auxiliar os estudantes a conhecer o bioma que estão inseridos e apresentar os resultados obtidos numa feira de ciências desenvolvida na escola. Inicialmente, os alunos responderam um questionário pré-teste, para entender seus conhecimentos prévios acerca do conteúdo bioma Caatinga. O conteúdo foi trabalhado em cinco aulas, com participação dos estudantes por meio de leituras, pesquisas, discussões, e outras atividades. Durante as aulas, o conteúdo foi dividido em partes, tais quais, clima, vegetação, animais, adaptação, solos, localização regional e hidrologia, cada uma dessas partes foi abordada abrangendo disciplinas especificas, como, ciências, diversidade biológica, ecologia, evolução, geologia, geografia e hidrologia respectivamente.  Ao finalizar a aplicação das aulas, foi organizada uma feira de Ciências com o intuito de expor para a comunidade escolar os resultados da aprendizagem dos estudantes por meio da sequência. Por último, os estudantes responderam um questionário pós-teste, constituído por dez questões, uma delas considerando a opinião do aluno acerca da intervenção. Neste trabalho, serão apresentados dados preliminares referentes à análise da aprendizagem de três estudantes. Os resultados foram analisados a partir de um comparativo entre os questionários pré-teste e pós-teste respondidos por esses estudantes, foi perceptível uma maior quantidade de questões respondidas no questionário pós-teste, como também o domínio do conteúdo nas respostas, revelando uma melhoria significativa no final do processo. Ressaltando que o desempenho dos alunos melhorou principalmente em relação a vegetação, como os tipos das plantas existentes no bioma, solos e suas caracteristicas, as espécies de plantas e animais endêmicos  os processos adaptativos que ocorreram com os seres vivos da caatinga. Diante da análise dos questionários, notou-se que os alunos demonstraram maior apropriação do conteúdo, evidenciado a partir das respostas obtidas nos questionários pós-avaliativo. Foi evidente que uma das principais dificuldades na realização da sequência foi engajar os alunos com o conteúdo, já que bioma Caatinga não está no plano da disciplina na série trabalhada, contudo, os resultados foram satisfatórios.


 

 


Palavras-chave


Aprendizagem; Bioma Caatinga; Interdisciplinaridade.