Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
A TRADIÇÃO RELIGIOSA DO SECULAR FESTEJO DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO EM TANQUE DO PIAUÍ
Luara Fereira Lima, Layane de Santana Ribeiro, Marcia de Santana Castro, Rodrigo Lessa Costa

Última alteração: 2019-11-03

Resumo


No município de Tanque do Piauí há uma tradição religiosa entre os católicos, o secular “Festejo de Nossa Senhora da Conceição” que acontece na comunidade Salobro, também chamada de Carro Velho. O que é mais peculiar é que a localidade somente é ocupada no período que antecede as festividades e durante as mesmas. Em outros períodos a “população” reside em Tanque ou em outras comunidades próximas, de modo que se visitada fora do período do festejo não haverá ninguém, apenas as casas rústicas feitas com madeira e palha, uma cidade fantasma. Segundo os devotos da santa o festejo acontece há quase 300 anos, recebendo romeiros da cidade, de municípios circunvizinhos e de outros estados. A pesquisa que se apresenta busca analisar a memória e cultura material relacionada a religiosidade manifestada na comunidade e procura fornecer análises que contribuam com compreensões da vivência do sagrado pelos devotos de Nossa Senhora da Conceição na comunidade salobro. A fim de entender como se deu a formação do festejo e compreender como acontece a vivência do sagrado, foram realizadas visitas a localidade e a igreja local. Em entrevista semiestruturada com grupo de fiéis, foi relatado que a tradição do festejo começou com uma mulher de 27 anos chamada Sofia, cuja narrativa afirma ter vendido um garrote, e com o dinheiro que recebeu, encomendado a um tropeiro que fazia viagens a Juazeiro do Norte - CE uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, a qual era uma fiel devota. Sofia carregava em si a vontade de rezar, e quando a imagem de Nossa Senhora da Conceição chegou, ela se reunia constantemente com seus familiares em rezas. A primeira capela foi construída na localidade Rancharia, a imagem e a organização dessas rezas foram passadas de geração em geração, dentro da família Correia, que atualmente se encontra na sua 5ª geração. Num contexto onde a religiosidade foi importante para a expansão de vários munícipios do interior do Piauí, percebe-se que a tradição desse festejo é relembrada com afeto pelos moradores mais antigos da localidade e vizinhança.


Palavras-chave


Tradição religiosa ; Nossa Senhora da Conceição ; Tanque do Piaui.