Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
AVALIAÇÃO DO RISCO DE QUEDAS EM IDOSAS DA COMUNIDADE
Lara dos Santos Nascimento, Marcelo de Maio Nascimento, Pâmala Moraes Bagano Rios

Última alteração: 2019-11-11

Resumo


Introdução:O envelhecimento causa déficits sobre o organismo humano, entre eles há a regulação do sistema sensorial do equilíbrio corporal e distúrbios psicossociais. Objetivos:Avaliar os efeitos de um treinamento de dupla tarefa (StepIt) sobre fatores de risco associados à queda de idosas residentes em Petrolina-PE. Metodologia:Estudo randomizado controlado com delineamento experimental analítico realizado com 44 mulheres, entre 60-79 anos. Divididas em: G1(StepIt) e G2(controle). As avaliações foram realizadas nos seguintes momentos: bseline, 90 dias pós a intervenção, folow-up, 120 dias, após a segunda fase de intervenção, 150 dias. Instrumentos: questionário sociodemográfico e epidemiológico; ABC:Escala de Confiança no Equilíbrio; FES:Falls Efficacy Scale; TUG:Teste Timed Up and Go/clássico; TUGm:Teste Timed Up qnd Go/manual, TUGc:Timed Up andGo/cognitive; TEC:Teste de Equilíbrio Corporal; CTSIB:Clinical Test of Sensory Interaction and Balance. Análise dos dados:foi realizado pelo teste de Shapiro Wilk. O teste Qui-quadrado foi empregado para a significância entre dados categóricos. Os efeitos do treinamento StepIt sobre as variáveis de desfecho foram calculadas pela ANOVA de medidas repetidas. A análise dos dados foi processada no software Statistical Package for the Social Sciences(SPSS), versão 22. Nos resultados dos dados sociodemográfica e comorbidades não existiu diferenças estatisticamente significativas na idade,a amostra foi homogênea. Na pontuação do MEEM, observou-se tanto o G1 e o G2 não apresentaram possíveis casos de demência. Sobre as comorbidades, ambos os grupos apresentaram enfermidades normais para a idade superior aos 60 anos. Dentre as comorbidades, salientar-se problemas relacionados ao controle sensorial do equilíbrio. Resultados do Teste e Reteste, após a primeira fase de intervenção. Resultados significativos foram observados nos testes de marcha simples e de dupla tarefa.Verificou-se efeito do treinamento de dupla tarefa na avaliação realizada pelo test TEC sobre a condição do equilíbrio estático e dinâmico e regulação sensorial do equilíbrio nas condições 2 e 5 do teste CTSIB.Os efeitos StepIt sobre as variáveis do estudo, ao longo do tempo.Por causa da perda amostral após a segunda fase de avalição, a apresentação dos resultados das Fases III e IV incluem o G1 Conforme a ANOVA de medidas repetidas, verificou-se efeito do treinamento "StepIt" sobre a marcha em condição simples e igualmente sobre as condições de dupla tarefa TUGm  e TUGc . A estabilidade postural, verificou-se efeito significativo do treinamento de dupla tarefa sobre o controle postural, em especial, no exame de situações responsáveis pela regulação do equilíbrio estático com olhos abertos, olhos fechados e olhos fechados sobre uma superfície instável. Para todas situações, conforme a análise estatísitica foi verificado efeito moderado do treinamento de dupla tarefa, ao longo do tempo. Conclusão: Comprovou-se efeito positivo no G1 após 90 dias como ao longo de 9 meses sobre a velocidade da marcha na condição de tarefa simples e tarefa dupla trazendo benefícios para prevenção de possíveis quedas, e melhora da funcionalidade.Se tratando do controle postural, verificou-se melhoras significativas também junto ao controle postural/equilíbio (teste TEC) e regulação sensorial do equilíbrio do G1 em relação ao G2, após 90 dias de treinamento. A ANOVA de medidas repetidas mostrou efeito significativo para G1 ao longo do fator Tempo.

 


Palavras-chave


Palavras chave: Envelhecimento; Quedas; Funcionalidade.