Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
O PIBID COMO INSTRUMENTO DE FORMAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO NA ROTINA DO CENTRO EDUCACIONAL ARGEMIRO JOSÉ DA CRUZ
Iracelma Pereira Marins

Última alteração: 2019-11-20

Resumo


O Centro Educacional Argemiro José da Cruz, é uma escola municipal que está localizada na periferia da cidade de Juazeiro/BA, no bairro Argemiro José, onde o índice de criminalidade e envolvimento com droga é altíssimo. Bairro de famílias muito carentes, onde a escola passa a ser não só um centro educacional, mas também um local de acolhimento e proteção. São 965 alunos distribuídos em 29 turmas e 03 segmentos, Fundamental I, Fundamental II e EJA (Educação de Jovens e Adultos). A equipe gestora é formada por: 01 gestora, 01 vice-gestora e 02 coordenadoras pedagógicas, têm ainda 38 professores e 27 pessoas de apoio.

O PIBID de Educação Física foi apresentado na Escola Argemiro em setembro de 2011, onde foi recebido com muito entusiasmo por parte de todos. Os professores e a gestão entenderam a importância do programa e se mostraram bastantes interessados pela proposta, esse interesse e acolhimento permanecem até hoje, em 2019, sendo parte da rotina da escola.

Na LDB de 1996, artigo 26, inciso 3º, diz que, a educação física, integrada à proposta pedagógica da escola, é componente curricular obrigatório da educação; apesar disso, essa não é a realidade na cidade Juazeiro, assim como, em várias cidades do país, pois, a educação física não é ofertada para os anos iniciais do ensino fundamental. Diante desse contexto, surge o PIBID, para preencher essa lacuna, atendendo as turmas do 1º ao 5º anos, uma vez por semana com aulas de 50 minutos. Atualmente são atendidas 13 turmas, num total de 400 alunos. Os bolsistas também participam das reuniões pedagógicas e planejamento, dos eventos e das atividades extraclasse do segmento. Se não fosse o PIBID, estes alunos só teriam contato com aulas de educação física, a partir do 6º ano do ensino fundamental II.

São desenvolvidas atividades com base na proposta curricular do município, que sugere brincadeiras e jogos populares, esporte, dança, lutas e ginástica. Dessa forma, esses alunos ampliam o repertório motor ainda nos anos iniciais, reconhecendo e se apropriando com mais facilidade dos conteúdos e atividades que serão apresentados para eles, no fundamental II. Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais de 1997 (PCNs), o trabalho de Educação Física nas séries iniciais do Ensino Fundamental é importante, pois possibilita aos alunos terem desde cedo, a oportunidade de desenvolver habilidades corporais e de participar de atividades culturais, como jogos, esportes, lutas, ginásticas e danças, com a finalidade de lazer, expressão de sentimentos, afetos e emoções.

Portanto, não há como negar a importância da educação física em todos os seguimentos, pois ela promove o desenvolvimento integral do aluno, a vida saudável, a socialização, o espírito de equipe e a prática do desporto. Para os bolsistas, essa é uma oportunidade ímpar de conhecer, experimentar e aprofundar-se nas questões do universo docente. As práticas poderão ainda, servir para coleta de dados concretos para projetos futuros, assim como, o de conclusão do curso.


Palavras-chave


Educação física, Formação, Prática Docente, PIBID.