Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
Pintura mural para integração e valorização do ambiente escolar no contexto da Residência Pedagógica (Univasf)
Inês Regina Barbosa de Argôlo, Marrison Marcondes Gonçalves de Freitas, Rogéria Saraiva Silva, Luiz Marcello Gomes Barboza, Genivaldo Belarmino da Silva Junior, Maria Lucia de Andrade

Última alteração: 2019-11-11

Resumo


"A pintura mural para integração e valorização do ambiente escolar”, foi uma das experiências realizadas por integrantes do núcleo de Artes Visuais do programa Residência Pedagógica durante o mês de maio no ano de 2019 na Escola Municipal Professor José Pereira da Silva. Fundada em 26 de setembro de 1999 na gestão do Prefeito Prof. Rivadávio Espínola Ramos, a escola localiza-se no bairro de Itaberaba, na cidade de Juazeiro (BA) e compreende 590 alunos e 22 turmas do 1º ao 5º ano do Fundamental I. Com a proximidade dos vinte anos da criação da instituição a gestão sugeriu que fizessemos algo que homenageasse essa importante data para a escola. Essa ideia inicialmente mostrava-se um desafio, visto que não desejávamos produzir algo meramente festivo, recreativo e vazio de conteúdos da área das Artes Visuais - algo bastante criticado pela literatura específica da área. Desse modo, couberam os seguintes problemas: de que maneira poderíamos transformar uma data comemorativa em um momento de ensino/aprendizagem contextualizado nas aulas de Arte? Que tipo de ação educacional poderia integrar os alunos do 3º ano, além de fomentar maior sentimento de pertença e valorização desse local? Buscando resolver essas questões, elaboramos esse projeto trabalho, objetivando levar conhecimentos teóricos a respeito da pintura mural para o 3º ano, como também realizar uma pintura coletiva no muro da escola. Metodologicamente, quanto à abordagem, essa proposta tratou-se de uma pesquisa qualitativa e quanto aos procedimentos tratou-se de um projeto de trabalho tendo por base a a/r/tografia. A a/r/tografia engloba três papeis que o educador assume em uma mesma atividade: o de professor, artista e pesquisador (DIAS; IRWIN, 2013). Para a realização da pintura no muro da escola participaram 58 alunos, dos 3º anos A e C, além de uma professora, residentes, da preceptora e até da gestora. A ideia do trabalho começou a ser gestada em uma reunião em que decidimos pela pintura como um caminho vivável para celebrar os vinte anos da escola, aprofundar conhecimentos em Artes Visuais, integrar duas turmas do 3º ano, além de definirmos o espaço para produzí-la. Após essas decisões e a compra de materiais (como tintas, pincéis e carvão), fizemos o desenho como base para receber a pintura. O desenvolvimento desta levou quatro dias, com diversos intervalos, pois o trabalho só era realizado nos horários das aulas de Arte. Enquanto pintávamos e em algumas pausas da ação prática, dialogávamos sobre a história da pintura mural. Usando uma data comemorativa como meio para levar conhecimentos acerca da pintura mural concluímos que conseguimos fazer os estudantes aprenderem sobre a técnica e sua história. Além disso, tornar um espaço antes não utilizado e ignorado em um local preenchido por Arte produzida por pessoas que integram a instituição, fez com que os envolvidos desenvolvessem outro olhar, valorizando o espaço escolar, como também forte sentimento de pertencimento.

Referências: DIAS, B.; IRWIN, R. (Orgs.). Pesquisa educacional baseada em Arte: a/r/tografia. Santa Maria: UFSM, 2013.


Palavras-chave


Residência Pedagógica; Artes Visuais; Pintura Mural