Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
OBTENÇÃO DE COMPLEXOS DE INCLUSÃO CONTENDO MONOTERPENOS PRESENTES NOS ÓLEOS ESSENCIAIS DE Croton conduplicatus EM β-CICLODEXTRINA E AVALIAÇÃO DE ATIVIDADE ANTINOCICEPTIVA E ANTIINFLAMATÓRIA EM ROEDORES
Cristiane dos Santos Cerqueira Alves, Ana Paula de Oliveira, Daniel Amando Nery, Fernanda Granja Oliveira da Silva, Bruno de Oliveira Veras, Raira Feitosa dos Santos, Alan Diego da Conceição Santos, Jackson Roberto Guedes da Silva Almeida

Última alteração: 2019-11-12

Resumo


Croton conduplicatus é uma espécie da família Euphorbiaceae. Pertencente ao gênero Croton L., seus óleos essenciais (OE) possuem várias atividades biológicas, dentre elas antiinflamatória e antinociceptiva. Devido à sua volatilidade, uma técnica conhecida para otimizar as atividades dos OE é a inclusão destes em β-ciclodextrina (β-CD). Através da formação desses complexos, pode-se administrar substâncias apolares, como os terpenos, e avaliar a sua ação farmacológica. A presente proposta teve como objetivo avaliar o efeito antinociceptivo e antiinflamatório dos complexos de inclusão (CI) em β-ciclodextrina dos monoterpenos presentes nos óleos essenciais de Croton conduplicatus. O projeto foi enviado ao Comitê de Ética no Uso de Animais da UNIVASF e, após o reenvio com as correções solicitadas, o mesmo ainda se encontra em análise. Diante disso, os estudos realizados voltaram-se para as possíveis atividades biológicas in vitro dos complexos. Para a análise da toxicidade foi realizado o teste de toxicidade com Artemia salina para posterior cálculo da concentração letal 50% das amostras. Avaliação da atividade ovicida contra Aedes aegypti foi realizada de acordo com o método de Elango et al. (2009), utilizando-se de cinquenta ovos de A. aegypti em papel de filtro posteriormente submetidos a diferentes concentrações dos compostos (10, 50 100 e 150 ppm). Os valores obtidos nos testes foram expressos como valores da média ± desvio padrão de três determinações independentes. A análise de variância foi usada para determinar a significância dos tratamentos e as médias foram separadas pelo teste de Tukey de comparações múltiplas, usando o GraphPad Prism® versão 5.0. Com o teste de toxicidade, foi possível observar que os CI obtidos apresentaram uma CL50 acima de 1000 μg/mL, com nenhuma morte da espécie no período de 24 horas e em nenhuma concentração, enquanto os terpenos isolados p-cimeno e óxido de cariofileno obtiveram, respectivamente, uma CL50 de 397,07 ± 54,07 e de 286,5 ± 4,06 (EPM). O aumento na atividade ovicida pode ser considerado extremamente significativo em todas as concentrações, para todos os complexos, principalmente nas concentrações de 100 e 150 ppm, que superam a atividade do tratamento com o controle positivo (temefós). O único resultado que difere dos demais é o percentual de mortalidade do β-pineno isolado na concentração de 100 ppm, que obteve um percentual de mortalidade de 16.67 ± 2.31. Diante disso, o que se observa é que a complexação consegue aumentar significativamente a atividade, pois o percentual do terpeno aumenta para 76.67 ± 3.05. Mesmo não sendo possível atingir o objetivo principal, envolvendo atividades in vivo, os resultados obtidos indicam que a formação dos complexos com β-ciclodextrina foi efetiva, e essa técnica pode reduzir a toxicidade dos terpenos contidos nos OE de Croton conduplicatus. A complexação com o carreador possibilitou ainda a melhora da atividade ovicida, e isso é observado quando o percentual de mortalidade dos complexos é comparado com o percentual dos terpenos isolados.


Palavras-chave


Atividade ovicida; Croton; β-ciclodextrina; Terpenos; Toxicidade aguda.