Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
EFEITO DE QUATRO SEMANAS DA PRÁTICA DE CAPOEIRA NA FLEXIBILIDADE DE IDOSOS
Thamires Santos do Vale, Matheus Sousa Santana, Débora Vitória Santos Moreira, Ilma Sabrina Barbosa da Silva, Sérgio Rodrigues Moreira

Última alteração: 2019-11-03

Resumo


INTRODUÇÃO: A capoeira é uma expressão cultural brasileira que possui os elementos das lutas, ginástica, música e dança. Em se tratando de exercício físico sistematizado, a capoeira pode proporcionar melhoras em capacidades físicas diversas, dentre as quais se destaca a flexibilidade. JUSTIFICATIVA: Com o passar dos anos os idosos sofrem um declínio fisiológico natural e com isso uma diminuição no desempenho das capacidades funcionais. A perda de mobilidade nas articulações do corpo pode limitar movimentos básicos do dia-a-dia e com isso causar dores crônicas e maior propensão a lesões, especialmente devido ao maior risco de quedas. OBJETIVO: Verificar o efeito de quatro semanas de prática de capoeira na flexibilidade de idosos. MÉTODOS: A amostra foi composta por nove indivíduos, sendo oito mulheres e um homem, todos participantes do Projeto Viva Feliz da Fundação Nilo Coelho da cidade de Petrolina-PE (70,93±7,51 anos; 63,45±9,85 kg; 152,00 ± 0,09 cm; 27,33±3,35 kg/m2). A flexibilidade foi mensurada a partir de três tentativas no Banco de Wells (BW), considerando como valida a maior medida obtida entre as três. O BW permite uma medida da amplitude de movimento das regiões do tronco e isquiotibiais. Estatística descritiva com média e desvio padrão foi aplicada. Test t student foi adotado na comparação entre o pré-treinamento e após as quatro semanas de intervenção com a capoeira. O nível de significância adotado no estudo foi p<0,05 (Microsoft Excel for Windows). RESULTADO: Os resultados demonstraram que houve diferença significativa entre a flexibilidade do grupo de idosos após as 4 semanas de treinamento de capoeira (Pré: 16,28±8,17 cm vs. Pós: 20,94±7,27 cm; p = 0,02). CONCLUSÃO: Conclui-se que a amostra investigada de idosos apresentou melhoras significativas na capacidade física flexibilidade após quatro semanas de intervenção com capoeira. Novos estudos são necessários com adequada randomização entre grupos controle e experimental em amostras de idosos.


Palavras-chave


Flexibilidade; Capoeira; Idosos