Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
Monitoria em processos grupais e condução de dinâmicas em grupo – Semestre 2019.1
SAMARA OLIVEIRA ROCHA, Joice Izabela Pereira dos Santos, Júnnia Maria Moreira

Última alteração: 2019-11-09

Resumo


A disciplina de Processos Grupais, ofertada pelo Colegiado de Psicologia, tem como objetivo ensinar aos discentes quais são os aspectos envolvidos na formação de agrupamentos humanos e como trabalhar com eles. Com foco nos estudos e teorias sobre grupos, bem como nas técnicas de intervenção grupais e planejamento de estratégia de coordenação de grupos, essa disciplina busca instruir os alunos, de forma prática, a conhecer, dominar e aplicar conceitos que irão auxiliar no seu desempenho profissional. Devido a importância da disciplina assim como sua alta carga horária prática, com extensa quantidade de atividades, foi visto como necessário o presente projeto de monitoria, pois serviria enquanto suporte adicional para executar as tarefas e garantir que a aprendizagem do discente fosse realizada de forma mais efetiva. Este projeto teve como objetivos aprofundar discussões acerca dos processos grupais com os discentes, promover experiência didática ao monitor e desenvolver as habilidades de elaboração, execução e avaliação de desempenho em atividades práticas e teóricas. Para isso, as atividades desenvolvidas com os 35 discentes matriculados, durante o semestre, foram de atendimento, de revisão, de acompanhamento nas práticas em campo e de discussão dos conteúdos de Relações de Exploração e Grupos Operativos a partir de filmes escolhidos pela docente e monitoras. Já com os monitores, houve atividades de elaboração de exercícios teóricos, reuniões de supervisão e planejamento. Para se fazer uma análise mais profunda das contribuições das atividades propostas, foi analisado o desempenho dos alunos nas provas teóricas, em termos do formato e conteúdo de cada questão. Entre os resultados obtidos, vê-se que a frequência nas atividades teóricas da monitoria, não realizadas no horário/aula, foi de 16 alunos, em média, por mês. Foi percebido que os alunos que não participaram em nenhum dos encontros da monitoria, tiveram baixo desempenho nas questões que se referiam aos conteúdos trabalhados à luz dos filmes. Sendo assim, pode-se refletir a possibilidade de que a exposição a discussão do tema auxilia na elaboração e aprendizagem do conteúdo, tendo em vista que nestes momentos é exigido que o aluno construa seus próprios exemplos a partir do conteúdo trabalhado em sala e disserte sobre o tema. Ao que se refere à prática, os alunos expuseram que estavam mais seguros ao implementar uma intervenção acompanhados no campo e que o feedback dado pelas monitoras auxiliara na formação deles. Em relação aos monitores, pode-se ver que estes adquiriram experiências práticas para alcançar objetivos pedagógicos de uma disciplina e de efetivar um processo de aprendizagem eficiente. Portanto, é perceptível que o programa de Monitoria é bastante produtivo, tanto para os discentes que são atendidos nas atividades que estão vinculadas à este programa, como também para os alunos que assumem o papel de monitor, pois este exercita o conhecimento adquirido anteriormente e também aprende a elaborar formas claras e coesas de passar o conteúdo para outros, principalmente porque o monitor assume um papel de auxiliar na formação dos futuros egressos na universidade.


Palavras-chave


Monitoria; Ensino; Processos Grupais; Aprendizagem.