Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
Diagnóstico do componente arbóreo da vegetação urbana no município de Senhor do Bonfim – BA
Paula Eduarda Gama De Carvalho Rocha, Kelly Roberta da Silva, Airton de Deus Cysneiros Cavalcanti

Última alteração: 2019-11-22

Resumo


A arborização urbana exerce uma total importância e influência no bem-estar da população, deixando de ser um mero atrativo para os olhares e passando a ser essencial para a vida e saúde. Atualmente uma das maiores dificuldades encontradas dentro da arborização urbana é adequar a arborização para o local onde será implantada e a sua manutenção, ou seja, a fitossanidade. Esse cuidado se torna ainda mais complicado quando se fala do semiárido, local em que as temperaturas são muito elevas e quantidade de chuvas é escassa, fatores que interfere negativamente na saúde da arborização, ocasionando assim uma maior necessidade de criação e implementação de um planejamento adequado. Porém esse tipo de planejamento torna-se possível apenas mediante um conhecimento específico sobre composição e estruturação de espécies adequadas aos espaços urbanos, a fim de evitar conflitos e potencializar os efeitos benéficos promovidos pela vegetação na área. Esses conhecimentos podem ser adquiridos através de um a diagnostico de arborização urbana. O presente diagnóstico exibe os resultados obtidos em um estudo realizado na Cidade de Senhor do Bonfim – BA, mensurou-se um total de sete praças centrais da cidade; ela está localizada no semiárido baiano e inserida no Polígono das Secas, sendo essa uma localização que pode interferir negativamente no manejo e afetar a saúde das plantas; a escolha dos locais foi baseado nos mapas da plataforma Google Earth, após a escolha as praças foram delimitadas e percorridas; todos os indivíduos acima de 1,20 de altura foram amostrados, coletando dados biológicos e fitossanitários. Durante o estudo foram amostrados 215 indivíduos e dentre todos os indivíduos amostrados a maioria encontra-se no que foi categorizado como “bom estado” correspondendo a cerca de 63%, esses apresentando lesões de leve a ausentes, indicando um sinal positivo, pois mostra que mais da metade dos indivíduos mensurados encontram-se em um estado adequado de conservação, em contra partida a maioria dos danos encontrados, cerca de 77% foram de caráter antrópico, sendo estes causados por vandalismo ou podas mal executadas. Outros parâmetros foram avaliados tais como a pavimentação e o afloramento da raiz, sendo esses os parâmetros que podem afetar tanto o estado físico do indivíduo quando causar danos e transtornos no local onde ele está inserido. Os dados obtidos para pavimentação apontam que a maioria dos indivíduos está em locais onde há uma pavimentação que traz mais benefícios, que é a pavimentação com terra. Já o afloramento da raiz em sua maioria não foi detectado, o que corresponde a cerca de 57% de afloramentos ausentes, apenas cerca de 16% dos indivíduos que apresentam afloramento causam danos não só em calçadas como em construções. Os resultados deste trabalho apontam um bom estado da vegetação que compõem a área urbana da cidade o que contribui para o bem estar da população e auxiliam no melhor entendimento sobre a saúde vegetal do centro da cidade de Senhor do Bonfim, podendo vir a colaborar com novos trabalhos, como possíveis planos de manejos e adequação dos indivíduos que não estão em boas condições.


Palavras-chave


arborização urbana; semiárido; diagnóstico; planejamento urbano; área verde urbana.