Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
Tratamento de variáveis climáticas em linguagem R para o monitoramento de sítios arqueológicos
Dianária Ferreira, Leandro Surya

Última alteração: 2019-11-07

Resumo


O estudo de variáveis climáticas em Arqueologia, na maioria das vezes, é relacionado ao clima do passado. No entanto, para esta pesquisa foram feitas medições atuais visando a compreensão dos processos de intemperismo, vetores da transformação dos sítios arqueológicos. Foram coletados , por meio de um dataloger (AKSO172), 8760 dados de temperatura e umidade relativa do ar, durante um ano - 13/06/2018 a 14/06/2019 -, em quatro sítios arqueológicos de registro rupestre (Toca da Entrada do Pajaú, Toca do Pajaú, Toca do Barro e Toca do Paraguaio), localizados no Desfiladeiro da Capivara, um cânion na área do Parque Nacional Serra da Capivara - PI. Os dados foram organizados em dataframes(banco de dados) e analisados no software RStudio, sendo produzidos scripts distintos para cada tipo de gráfico que melhor se adequassem à sua posterior criação, com máximas, médias e mínimas das variáveis utilizadas. Foram utilizados uma série de pacotes, dentro do Rstudio, para a adequação dos dados, tais como o bReeze - dentro dele a função POSIXLt, no tratamento de data e hora - ; outros pacotes também foram utilizados para a confecção dos gráficos - ggplot e ggplot2 - . Um dos resultados observados foram os valores de amplitude térmica e de umidade para os quatro sítios, isto é, foi percebido que tanto umidade quanto temperatura afetam diretamente o estado de conservação dos sítios. Diante disso, percebe-se as potencialidades destes tipos de variáveis para o auxílio do monitoramento e conservação do registro rupestre inserindo-as nas discussões que abordam a preservação do patrimônio arqueológico.


Palavras-chave


Variáveis climáticas; Arqueologia; linguagem R; Conservação; Desfiladeiro da Capivara.