Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
“VIOLÊNCIA "DA" E "NA" ESCOLA: AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA VIOLÊNCIA ESCOLAR NO ENSINO MÉDIO”
Silas Souza Savedra, Marcio Roberto da Silva Costa

Última alteração: 2019-11-20

Resumo


A escola constituiu-se em valor na sociedade a partir do papel que desempenha, considerando-se ser necessária na socialização dos indivíduos e na formalização de conhecimentos precisos para ocupar o lugar de cidadão na paisagem social. No entanto, esse espaço reflete o sistema excludente e a reprodução das desigualdades sociais no momento em que não se configura em espaço de oportunidades e garantias universais e, muitas vezes, sendo gerador de violência( COCCO, 2010). As diversas formas como apresenta-se a violência no ambiente escolar deve ser estudada com minuciosidade, haja visto os efeitos que podem ser ocasionados a partir desse fenômeno, seja no processo de aprendizagem, na saúde física e mental de estudantes ou mesmo na violação dos direitos humanos num espaço que deve ser lugar de reflexão e não de reprodução das diversas violências. Dessa forma, o presente trabalho objetiva trazer reflexões acerca do problema da violência escolar, a partir de análise das representações de estudantes do 2° ANO do Ensino Médio de uma instituição escolar do município de Juazeiro-BA. O estudo-ação dar-se no processo do programa de formação docente Residência Pedagógica em Sociologia UNIVASF/CAPES. Como aparato do estudo do tipo etnográfico metodológico para fundamentação do trabalho, realizado um estudo do tipo etnográfico e a partir deste, foi construído, com o conjunto de estudantes, um projeto de ação didática, estruturado a partir de rodas de conversa e intervenções artísticas culturais, como declamação de poemas, reprodução e interpretação de música. Mediante esses instrumentos pode-se analisar a representação social dos estudantes sobre a violência na esfera escolar. O resultado do estudo-ação identificou que os estudantes compreendem o fenômeno da violência no âmbito escolar como multifacetado e tendo diversos modos de apresentar-se, não sendo um ponto que se encerra na escola, mas que advém da internalização e produção das formas de violência que se dão na totalidade dos contextos sociais.



Palavras-chave


Violência Escolar; Representação Social; Ensino Médio