Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
O INCRÍVEL UNIVERSO DAS ABELHAS: EDUCAR PARA SALVAR
Matheus Filipe Souza Castro, Catiana Da Conceição Vieira Melquiades, Eva Monica Sarmento Silva

Última alteração: 2019-11-18

Resumo


O presente projeto originou-se de uma questão ambiental muito discutida nos últimos anos, a preservação das abelhas. Sabe-se que pesquisadores de várias partes do mundo alertam sobre os efeitos das mudanças climáticas e as ações antrópicas no declínio dos polinizadores mais significativos do Planeta, as abelhas. A educação ambiental é uma importante ferramenta de sensibilização e disseminação de conhecimento sustentável. O espaço escolar tem realizado um importante papel na formação de cidadãos ecologicamente responsáveis. Sendo assim, objetivou-se com esse trabalho realizar ações educativas sobre a preservação das abelhas com alunos da Escola Erika Thaynara da Silva Leite na cidade de Petrolina – PE. Esse trabalho está sendo realizado através de uma metodologia dinâmica, ou seja, com a participação ativa dos alunos na construção do conhecimento. O projeto conta com a participação de aproximadamente 100 alunos de 4 turmas do 6° ano.  Após a aprovação dos pais e alunos para a realização do projeto, foi aplicado um questionário para verificar do conhecimento prévio dos alunos sobre as abelhas. As ações realizadas com os alunos são: palestras, jogos, dinâmica, filmes e teatro. Todas essas ações têm por tema a relação homem-abelha e meio ambiente. Quando indagados sobre o nome das abelhas que conheciam 100% dos alunos responderam “oropa” ou “italiana”, referindo-se a abelha africanizada Apis mellifera. Apenas um aluno disse que conhecia outra, “uma abelha preta que enrolava no cabelo”, mas não soube informar o nome, provavelmente ele referia-se a arapuá (Trigona spinipes). Os alunos não souberam responder sobre a importância das abelhas, polinização e desaparecimento desses insetos. A interação dos alunos nas atividades é satisfatória, o conhecimento construído mostra efeitos positivos do projeto. A educação ambiental por meio de metodologias dinâmicas tem se mostrado eficiente com os alunos, apesar da quantidade considerável de participantes o grau de dispersão no momento das atividades é mínimo. Os alunos demostram interesse e preocupação com as temáticas abordadas.


Palavras-chave


educação ambiental, escolas, polinizadores, desaparecimento