Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
Perfil socioeconômico e demográfico dos casos de leishmaniose visceral clássica e assintomáticos nos anos de 2016 e 2018 no município de Petrolina (PE)
Jéssyca Bruna Souza, MARCELO DOMINGUES DE FARIA

Última alteração: 2019-11-08

Resumo


A leishmaniose visceral (LV) é uma doença endêmica no Sertão Pernambucano e o município de Petrolina destaca-se pelo elevado número de casos. O presente estudo teve como objetivo descrever o perfil socioeconômico e demográfico dos casos notificados no SINAN e os assintomáticos residentes nas proximidades dos indivíduos com diagnóstico confirmado para LV, no período de 2016 e 2018, segundo dados registrados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Foi utilizado para diagnóstico da Leishmania a reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI), para identificar se os moradores próximos seriam portadores assintomáticos, uma vez que entre 40 e 60% dos doentes apresentam esta característica, e nenhuma amostra apresentou resultado reagente.  Para coleta dos dados, foram realizadas visitas domiciliares, nos endereços constantes no SINAN, foram aplicados questionários semiestruturados para obtenção das informações relacionadas ao perfil socioeconômico e possíveis fatores de risco relacionados a LV. Cerca de 92 indivíduos foram entrevistados, onde 53,26% residiam na zona urbana e periurbana e 46,74% eram moradores da zona rural da cidade. A cor da pele mais autodeclarada foi a parda por 56,52% dos indivíduos questionados. Em relação a renda, 35,87% afirmaram receber 01 ou menos de um salário mínimo. Os entrevistados apresentaram escolaridade baixa com 38,05% da amostra estudada tendo cursado o ensino fundamental completo e/ou escolaridade inferior. Os dados obtidos no estudo representam importante contribuição para análise e descrição sobre o perfil socioeconômico e demográfico de indivíduos que já apresentaram a LV, em Petrolina (PE).


Palavras-chave


Leishmania infantum; epidemiologia; zoonoses; calazar; assintomáticos; portador.