Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), SCIENTEX-2019

Tamanho da fonte: 
Exercício Físico Como Açúcar Diário
Samira Socorro Nunes de Souza, Djenane Cristovam, Leandro Paim, Rafaela Vale, Jorge Luiz de Brito Gomes

Última alteração: 2019-11-21

Resumo


Introdução: A diabetes é uma das doenças crônicas com maior prevalência na população. Esta doença tem como manejo uma tríade: 1. Controle de uma boa alimentação; 2. Terapia medicamentosa e 3. Prática contínua de exercícios físicos orientados. Em vista disso, são recomendados para pessoas com diabetes a realização de exercícios físicos aeróbicos contínuos e de força, sendo inicialmente utilizadas com intensidade de esforço moderada para uma boa segurança durantes e após horas da sua prática. Justificativa: O projeto de extensão Exercício Físico com Açúcar Diário, foi criado com intuito de aproximar a comunidade externa (público) e interna (discentes da graduação e pós graduação) da Universidade a fim de oportunizar a prática de exercício físico sistematizado para essa população e aprendizado aos discentes que participam dele.   Objetivo: Proporcionar aos indivíduos diabéticos tipo 1 treinos aeróbicos e musculação totalmente gratuitas e acompanhamento de diversos parâmetros de saúde com profissionais de qualidade, e em parcerias com laboratório de análises bioquímicas, análise médica (Policlínica-UNIVASF) e avaliações físicas que acontecem no próprio Colegiado de Educação Física. Metodologia: Ocorre duas vezes por semana com sessões de exercícios físicos (Aeróbico, Musculação e/ou treino combinado) de 30 minutos diário (tempo mínimo recomendado) na academia de musculação do Colegiado de Educação Física da UNIVASF (Centro, Petrolina/PE) sob orientação do coordenador do projeto, colaboradores, discentes da pós-graduação e graduandos bolsista e voluntários (cada turma com no máximo 5 participantes).  Resultado: Democratização da prática de exercícios físicos sistematizados às pessoas diabéticas nas mais diversas faixas etárias, contribuindo para o desenvolvimento da consciência sobre hábitos saudáveis e para a inclusão social dos participantes e, assim, promovendo benefícios na saúde geral. Oportuniza à comunidade interna ser bons agentes nesse desenvolvimento social e aprendizagem acadêmico-profissional. Além de divulgar os trabalhos realizados em eventos extensionistas, acadêmicos e em mídias sociais e televisivas, bem como a publicação das experiências do presente projeto de extensão com diabetes em anais e/ou revistas científicas. Beneficia a comunidade interna pois contribui para formação durante a graduação e na formação continuada de pós-graduandos e profissionais envolvidos no projeto. Conclusão: Dessa forma o projeto vem colaborando de maneira significativa para esses indivíduos, visto que, o exercício físico auxilia no controle da glicemia, reduz práticas sedentárias, melhorando a qualidade de vida das pessoas diabéticas participantes do projeto e aproximando a universidade com a sociedade, assim proporcionando aos estudantes envolvidos vivência na prática com esse publico.

 

 

 


Palavras-chave


Palavras-chave: Diabetes; Exercício físico; Corrida; Musculação; Glicemia