Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), ​I Simpósio de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente do Vale do São Francisco ISBN: 978-85-92656-05-8

Tamanho da fonte: 
DEMANDA E INCIDÊNCIA DE BACTÉRIAS ISOLADAS DE HEMOCULTURAS COLETADAS EM PACIENTES DA UTI DO HU-UNIVASF
Tereza Cristina Santos Gomes de Araujo, ROBERTA XAVIER DA SILVA, Lindsay Stephane Barros Souza, Carine Rosa Naue, Hállison do Nascimento Silva

Última alteração: 2018-06-01

Resumo


Introdução: A IRAS (Infecção relacionada à assistência à saúde), a infecção hospitalar é qualquer tipo de infecção adquirida após a entrada do paciente em um hospital ou após a sua alta quando essa infecção estiver diretamente relacionada com a internação ou procedimento hospitalar. A Unidade de Terapia Intensiva é o local onde apresenta o maior índice de infecções devido aos procedimentos invasivos realizados pela equipe médica e de enfermagem. O exame de hemocultura é a principal ferramenta para diagnóstico de infecções da corrente sanguínea (ICS), pois identifica o agente etiológico e possibilita a escolha correta do plano terapêutico. Objetivo: Verificar a demanda de exames e a incidência de bactérias isoladas de hemoculturas coletadas em pacientes internados na UTI do HU-UNIVASF. Metodologia: Trata-se de um estudo retrospectivo, documental com abordagem quantitativa, tendo como fonte de informação exames dos pacientes internados na UTI no primeiro semestre de 2017, disponibilizados pelo laboratório. O estudo foi submetido ao Comitê de Ética da Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF e aprovado através do CAAE nº 66493917.0.0000.5196. Resultados: Foram realizadas 128 hemoculturas, sendo 68% negativas e 32% positivas. Destes positivos, foram isoladas 9 espécies bacterianas a saber: Klebsiella pneumoniae (17%), Acinetobacter baumanni (17%), Staphylococcus aureus (7%), Enterococcus sp (7%), Staphylococcus   coagulase negativa (34%), Streptococcus grupo D (5%), Streptococcus pneumoniae (5%), Enterococcus coclae (5%), Echerichia coli (2%). Conclusão: Estes resultados ajudarão os profissionais de saúde a terem o conhecimento das bactérias causadoras de ICS.

Palavras-chave


Incidência, bactérias, hemocultura.

Texto completo: VEJA O PÔSTER