Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), III Congrefor & III Simpósio de Residências em Saúde - ISBN 978-85-60382-68-2

Tamanho da fonte: 
APRENDIZAGEM BASEADA EM EQUIPES COMO ESTRATÉGIA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM EM SAÚDE
Natália de Lima Melo, Avelar Batista dos Santos

Última alteração: 2015-11-05

Resumo


A utilização de metodologias ativas em processos educacionais representa um grande avanço na prática de ensino-aprendizagem realizada entre profissionais de saúde do Sistema Único de Saúde de graduações diversas, no âmbito da Aprendizagem Baseada em Equipes ou Team-based Learning (TBL). Trata-se de uma atividade que prioriza a resolução de problemas de um contexto simulado ou real, a partir de uma análise coletiva, utilizando conhecimentos prévios de origens distintas, a fim de levantar possibilidades de enfrentamento com maior poder de resolutividade. Uma situação-problema dispara a discussão e um conjunto de questões é analisado individualmente, em um primeiro momento, e posteriormente coletivamente.  Um consenso então é formado pelo grupo. A utilização da Aprendizagem Baseada em Equipes representa uma estratégia educacional capaz de fomentar um processo ativo de aprendizagem, onde os atores realizam constante troca de saberes e experiências do contexto profissional e pessoal.  Promovem a capacidade de relações interpessoais, de responsabilização e tomada de decisões. Nessa perspectiva, ao vivenciar a utilização da estratégia durante atividade de facilitação no Curso de Especialização em Gestão da Clínica nas Regiões de Saúde, promovido pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Sírio-Libanês em parceria com o Ministério da Saúde, pude observar a riqueza proporcionada pela ferramenta em atividades de problematização de contextos simulados. O objetivo do trabalho é analisar a utilização da Aprendizagem Baseada em Equipes (Team Based Learning) como estratégia no processo de ensino-aprendizagem em saúde a partir de pesquisa bibliográfica e relato de experiência vivenciada em facilitação de cursos de especialização na área da gestão da clínica. A participação no Curso de Especialização em Processos Educacionais na Saúde permitiu que novas metodologias de ensino-aprendizagem pudessem ser apreciadas e utilizadas pelos profissionais de saúde, em práticas educacionais do nosso cotidiano de trabalho. Ampliou as perspectivas de utilização de estratégias educacionais com o objetivo de tornar o conhecimento mais dinâmico e ativo. A prática de simulações das realidades e expressões individuais da prática profissional aproximou possibilidades de intervenções mais efetivas e viáveis, considerando os aspectos pertinentes às problemáticas levantadas em contexto trabalhado. As competências fomentadas impulsionaram mobilização de recursos/ estratégias para se chegar às possíveis causas e soluções dos problemas. O papel do facilitador foi ressaltado como potencial mediador do processo de ensino-aprendizagem, sendo este estimulado a refletir a partir de conhecimentos prévios e novas estratégias educacionais, de acordo com o fomento de desempenhos e habilidades necessárias para o processo de ensino-aprendizagem.


Palavras-chave


Aprendizagem baseada em problemas; metodologias ativas; processo ensino-aprendizagem