Portal de Eventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), III Congrefor & III Simpósio de Residências em Saúde - ISBN 978-85-60382-68-2

Tamanho da fonte: 
ATENÇÃO AO PRÉ-NATAL: A EXPERIÊNCIA MULTIDISCIPLINAR DE UMA EQUIPE DE RESIDENTES DE SAÚDE DA FAMÍLIA.
Lusiane Miranda Palma, Gabriella dos Santos Wrublewski, Tainara Melo

Última alteração: 2015-11-05

Resumo


Eixo Temático 01: Experiências de atenção à saúde com grupos populacionais e/ou comunidades específicas articuladas com a formação profissional em saúde

O relato refere-se à experiência de uma equipe de residentes do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família na atenção ao pré-natal em uma unidade de saúde da família do município de Juazeiro. A equipe, formada por duas psicólogas, uma enfermeira e uma farmacêutica iniciou as atividades em abril de 2015, a princípio realizando atividade de territorialização, para que a partir disso fosse possível conhecer o território adstrito, sua população, e o cenário epidemiológico. Diante de tais informações foi possível planejar as intervenções na assistência que seriam desenvolvidas pela equipe de residentes durante o período de prática na referida unidade de saúde, atendendo da melhor forma as necessidades da comunidade. A atenção ao pré-natal foi uma das propostas lançadas e desenvolvidas, considerando que o número de consultas e a qualidade incidem diretamente em melhores indicadores maternos e infantis e o pré-natal de baixo risco como uma atividade inerente à estratégia de saúde da família. Dessa forma, iniciou-se de um novo desafio, o de construir uma estratégia multiprofissional que atenda as usuárias em sua integralidade, e uma proposta de pré-natal que vai muito além de consultas de acompanhamento. A atenção ao pré-natal passa a contar de forma sistemática com ações educativas, como grupos de gestante, salas de espera, visitas domiciliares, além de momentos de estudo entre a própria equipe de trabalhadores, na assistência individual a maior aposta foi na consulta compartilhada entre enfermagem, psicologia e farmácia. Dentre as dificuldades encontradas durante esse processo, a adesão das gestantes às atividades em grupo em dias diferentes aos da consulta foi uma delas. Um dos resultados observados foi uma diminuição da evasão das gestantes ao pré-natal, favorecendo uma maior adesão ao cuidado a atenção materno-infantil, com um aumento significativo no número de consultas realizadas. Outra observação é referente ao processo de trabalho da equipe, que passou a se engajar mais nas atividades educativas, reacendendo na equipe sentimentos de coletividade e trabalho em grupo.


Palavras-chave


Cuidado Pré-natal; Atenção Primária; SUS